Efeito da qualidade do ar e variáveis meteorológicas nas internações por doenças crônicas não transmissíveis

Fernanda Ruppenthal, Eduarda Sthefanie Mittelstadt,Aline Belem Machado, André Luis Machado Bueno,Daniela Montanari Migliavacca Osorio,Daiane Bolzan Berlese

Interfaces Científicas - Saúde e Ambiente(2022)

引用 0|浏览0
暂无评分
摘要
A exposição à poluição atmosférica gera efeitos negativos à saúde humana, potencializando diversas doenças pré-existentes na população. Devido aos efeitos deletérios dos poluentes, eles são considerados um fator de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). As variáveis meteorológicas interferem nos níveis destes poluentes na atmosfera, impactando na exposição da população a esses poluentes. Este estudo avaliou a associação entre a qualidade do ar, variáveis meteorológicas e o número de internações hospitalares por doenças crônicas não transmissíveis no município de Canoas-RS, entre janeiro de 2014 a dezembro de 2018. Tratou-se de um estudo transversal, descritivo e retrospectivo das relações entre a qualidade do ar e variáveis meteorológicas, com as ocorrências de internações hospitalares por doenças crônicas não transmissíveis, no município de Canoas-RS. O estudo abrangeu o período de janeiro de 2014 a dezembro de 2018. A correlação estatística entre esses fatores foi utilizada a correlação de Pearson (r) através do software SPSS versão 26.0, considerando significativo o valor de p<0,05. Os parâmetros de qualidade do ar MP10, O3, NO2, extrapolaram limites preconizados pelos órgãos reguladores. Em relação aos registros de internações hospitalares, foi evidenciado maior registro de internações no gênero masculino e na faixa etária dos idosos. Foi possível verificar correlação significativa entre poluentes atmosféricos e internações hospitalares, bem como nas variáveis meteorológicas.
更多
查看译文
关键词
efeito,nas internações por
AI 理解论文
溯源树
样例
生成溯源树,研究论文发展脉络
Chat Paper
正在生成论文摘要